Forro de gesso: como trabalhar de forma adequada com esse material?

6 minutos para ler

Forro de gesso: como trabalhar de forma adequada com esse material?

Quem trabalha na construção civil precisa acompanhar as novidades do mercado. Além disso, é essencial dominar as técnicas que apresentam os melhores resultados sobre o meio ambiente, as finanças, a produção e a segurança do trabalho. E um bom exemplo disso é o forro de gesso.

Essa solução construtiva já é amplamente utilizada por arquitetos e outros profissionais nos canteiros em nosso país. Contudo, muitos ainda têm dúvidas ou não sabem trabalhar com ela corretamente. Isso atrapalha o sucesso do projeto, principalmente quando se trata de seu desempenho acústico.

Por esses motivos, este post vai te ajudar a entender mais sobre o assunto. Continue a sua leitura e entenda mais sobre o material e a forma adequada de aplicá-lo em obras.

O que é o forro de gesso?

É uma opção para fazer o acabamento de um cômodo. O forro de gesso tem a função de esconder o telhado, laje, dutos e vigas em uma residência.

Existem dois tipos:

·        placa — modalidade mais conhecida, em que é preciso moldá-lo no lugar de montagem. Placas de gesso são encaixadas, exigindo muito cuidado e atenção. Esse modelo faz muita sujeira também.

·        drywall — produzido a partir de grandes placas revestidas com papel acartonado, que são parafusadas em uma estrutura metálica. Por ter menor espessura, faz com que você tenha mais área útil para utilizá-lo.

Assim como todos os outros materiais adotados na construção civil, o forro de gesso tem características únicas. Dessa forma, alguns casos são mais propícios para a sua utilização. Entenda mais abaixo:

Vantagens

Trincas e furos atrapalham a capacidade de isolamento em uma obra. Contudo, o forro de gesso não passa por esses problemas, pois é estanque. Em outras palavras, o forro é liso e monolítico, criando um aspecto bonito no ambiente.

Outro ponto positivo está relacionado à possibilidade de recortes para iluminação. Em um projeto de arquitetura, as questões luminotécnicas são fundamentais para atender às demandas do cliente. Desse modo, o forro de gesso dá muita flexibilidade ao visual de cada cômodo do projeto.

Lembre-se de que, nos casos de coberturas leves, por exemplo, de telhas metálicas e fibras de cimento no teto, é possível adotar o forro de gesso e ajudar a isolar os ruídos externos. No final das contas, o resultado final consegue conciliar as exigências técnicas e os desejos do mercado.

Desvantagens

Locais que têm muitos equipamentos eletrônicos e luminosos sempre passam por manutenções, certo? Pois bem, o projeto de forro de gesso precisa prever um acesso ao alçapão. Em muitas ocasiões, não é possível ter flexibilidade para fazer reparos porque a movimentação de funcionários e ferramentas não é muito simples.

Além disso, a reflexão causada pelo material pode atrapalhar a experiência do usuário no ambiente. Um restaurante que tem forro de gesso, por exemplo, cria um ambiente desconfortável, porque o som da conversa dos clientes repercute em todo o espaço.

Tenha em mente que o material não vem pronto de fábrica também. É necessário montar, lixar e pintar o forro de gesso na obra. Essas atividades gastam tempo e dinheiro e exigem funcionários treinados. Todos esses pontos oneram o orçamento e aumentam o cronograma de entrega da obra.

Qual é o papel da placa acústica?

O forro de gesso é amplamente utilizado em residências pelo aspecto estético e em outras áreas que não têm problema com ruídos e sons. Apesar disso, é possível utilizá-lo em casos em que o condicionamento e isolamento acústicos são exigidos.

Para atender essa demanda, basta usar outros materiais em conjunto, como as placas acústicas. Assim, você cria um ambiente com conforto acústico reforçado, ou seja, com isolamento e absorção, oferecendo aquilo que há de melhor aos seus usuários.

O forro de gesso pode servir de base para a aplicação de outras placas, por exemplo. O modelo Illtec Plano é recomendado para os locais que necessitam de bom desempenho acústico e padrão de acabamento estético básico. Você pode encontrá-lo em várias cores, o que aumenta as suas opções.

Existe a placa acústica Sonex illtec Nuvens também. Ela cria um visual elegante, pode ser instalada em ambientes panorâmicos e está disponível em inúmeros formatos geométricos.

Outro exemplo do uso das duas soluções acontece em casas de shows. Nessas horas, o projeto deve ter um tratamento acústico mais eficiente, com a placa de gesso e um forro acústico para absorver o som. Por isso, é muito importante que você conheça as opções existentes no mercado, a fim de fazer a melhor escolha para o seu projeto.

Como escolher o melhor produto para um projeto?

As decisões de um arquiteto definem o sucesso de uma obra. Quem escolhe materiais recicláveis e sustentáveis, por exemplo, mostra que está preocupado com a preservação do meio ambiente — e não poderia ser diferente ao optar pelo forro de gesso em seus projetos.

Antes de tomar qualquer atitude, é preciso analisar muito bem os recursos financeiros e o tipo de obra em questão. Além do mais, é importante seguir as indicações dos fabricantes e as normas vigentes de instalação.

A Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) tem documentos que não podem ser deixados de lado por quem trabalha com a arquitetura e o forro de gesso. Essas normas indicam os procedimentos corretos, que preservam a saúde do funcionário e garantem a produtividade no canteiro.

Profissionais não capacitados não realizam o trabalho corretamente e abrem brechas para erros, prejuízos e, em casos mais graves, acidentes. À vista disso, tenha em mente que a obra deve contar com uma equipe preparada para instalar o forro de gesso, a fim de evitar essas incidências

O forro de gesso é encontrado em muitas obras. Isso acontece porque esse material é versátil e econômico. Por isso, os arquitetos conseguem criar ambientes bonitos e atraentes aos olhos dos clientes.

Entretanto, existem desvantagens no uso dessa solução, como a exigência de mão de obra especializada e problemas para fazer reparos. Em alguns casos, para atender a necessidade acústica do ambiente, você precisará também utilizar uma placa acústica para fazer o isolamento do local.

Então, estude muito bem a situação do projeto antes de planejá-lo. Não se esqueça de trabalhar com um bom fornecedor também e tenha produtos de qualidade em suas obras.

Gostou de aprender mais sobre o forro de gesso e as suas possibilidades de uso? Agora, assine a nossa newsletter e acompanhe os conteúdos mais importantes para a rotina de trabalho de um arquiteto!

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.