forro de madeira

A construção civil é um setor que une materiais, tecnologia e arte. Assim, as decisões que um arquiteto toma são fundamentais.

Você precisa conhecer as novidades do mercado, a fim de aplicá-las em seus projetos de forma eficiente, respeitando a natureza, assim como usar novas tecnologias para criar um ambiente confortável e seguro para os seus usuários.

Dentre os materiais de construção mais utilizados, podemos citar o concreto, o metal e a madeira. Considerado um material atemporal, a madeira tem sido aplicada nas construções como estrutura ou acabamento, seja por suas propriedades físicas ou por trazer requinte, conforto e calor aos mais diversos ambientes.

Sendo assim, a madeira e seus derivados têm se mostrado ideais para o revestimento de teto ou paredes, principalmente quando se busca o conforto acústico e a redução de ruído.

Neste post iremos falar dos forros de MDF, quais são as suas características e vantagens. Tenha atenção na leitura e aproveite.

Quais são os tipos de forro de madeira?

Os forros de madeira podem ser produzidos em madeira maciça ou com algum de seus derivados, como o Compensado, o MDP ou o MDF.

O MDF – Medium Density Fiberboard ou painel de fibras de madeira de media densidade é uma das formas mais sustentáveis de utilizar a madeira, oferecendo aproveitamento total de matéria-prima. O MDF pode ser usinado assim como a madeira maciça, além de oferecer varias opções de acabamento em melamina, folha de madeira ou laqueado.

O forro de MDF pode ser usado em várias situações. Quando não perfurado, ele é um refletor ou difusor de som. Contudo, ganha caráter absorvedor ao passar por um processo de perfuração.

Tenha em mente que também há diferença entre os níveis de absorção, sendo maior ou menor, ou ainda sintonizada para sons mais graves, médios ou agudos em função do tamanho e espaçamento de cada furo.

De qualquer forma, a absorção do material é ensaiada em laboratórios específicos, que emitem um certificado da curva de absorção sonora da peça, com coeficientes por faixa de frequência. Como consequência disso, é possível escolher o forro de madeira para cada ambiente em análise.

Por exemplo: existe um modelo de perfuração que oferece melhor absorção para a voz humana. Assim, ele é indicado a ambientes com grande quantidade de pessoas e conversação paralela.

Em quais ambientes posso utilizá-lo?

Provavelmente, você deseja projetar um local que tenha um belo design e seja funcional, não é mesmo?

Pois então, o forro de madeira tem essas duas características e pode ser uma ótima opção para os seus projetos. Ele cria um ambiente aconchegante em um restaurante, prezando pela estética e a modernidade do local.

Ademais, esse produto também é adotado em salas de reunião, teatros e outros espaços que exigem maior qualidade sonora. Em todas as situações, ele enobrece o ambiente e nos deixa mais próximos à natureza.

Um auditório é um exemplo de local que utiliza materiais que absorvem e refletem sons. Via de regra, as paredes do fundo precisam ter boa absorção sonora assim como as do palco reflexão, contribuindo para o direcionamento do som para a plateia.

Para ambientes maiores e mais complexos, é recomendado a consultoria de um especialista em acústica.

Ele tem segurança contra o fogo?

Na construção civil, existem regras rígidas para o uso de materiais de revestimento e acabamento definidas pelo Corpo de Bombeiros de cada estado, as chamadas Instruções Técnicas.

Especificamente para Materiais de Acabamento e Revestimento, a Instrução Técnica nº10 determina regras e normas para a classificação de produtos, onde os materiais mais seguros são os incombustíveis, considerados Classe I-A, e os materiais que oferecem muita resistência a queima, considerados Classe II-A.

Existem dois tipos de MDF:

  • o modelo tradicional ou Standard: utilizado principalmente na manufatura de moveis e armários; e
  • o modelo IGNIFUGO ou de massa vermelha. Fabricado com uma resina anti-chama, o MDF IGNIFUGO oferece elevada resistência a queima, atendendo a Classificação de Acabamentos e Revestimentos Classe II-A, exigida pelos Bombeiros para a construção civil.

Os revestimentos acústicos Classe II-A são os mais seguros que o mercado tem a oferecer. Então, faça questão de utilizá-los e garantir a segurança em seus projetos.

Quais são as vantagens do forro de madeira produzido em MDF?

Como vimos anteriormente, o MDF Ignifugo oferece maior segurança aos projetos, por ser um produto Classe II-A.

Outra grande vantagem do  MDF Ignifugo é a melamina, aplicada para dar um padrão amadeirado ao produto. Por isso, existem várias opções para cores de acabamento.

Quanto à questão ambiental, o MDF também é muito importante. O forro de madeira em MDF é produzido com madeira 100% aproveitada.

Dê preferencia aos painéis com certificação FSC pois esta organização promove a extração de madeira de forma remanejada e criteriosa, as chamadas “florestas renováveis”, baseada em uma política sustentável, reduzindo os impactos gerados para a natureza.

Como a sustentabilidade é algo determinante para a obtenção de resultados em seus projetos, esse material não pode faltar em suas soluções.

A limpeza do material revestido com melamina também é fácil e simples. Basta utilizar um pano seco ou levemente umedecido.

Existem, de fato, várias questões que um arquiteto precisa analisar. Esse profissional deve utilizar materiais eficientes e que são ecologicamente corretos em suas soluções. Não acompanhar essa tendência interfere na obtenção de resultados positivos em sua rotina de trabalho.

O forro de madeira é um material que agrega muito valor às suas obras porque cria um ambiente que lembra a natureza, é aconchegante e tem ótimo custo-benefício. Saiba que os projetos residenciais e comerciais podem utilizá-lo, abrindo várias oportunidades no mercado.

A proteção contra o fogo também é outra característica fundamental para a segurança da edificação. Portanto, peça laudos, certificados e analise o forro de madeira antes de tomar qualquer atitude. Encontre um produto que sirva para o condicionamento acústico e ofereça garantias. Desde que você respeite as normas de instalação e uso.

E então, quer aprender ainda mais sobre as melhores técnicas, produtos e revestimentos acústicos em projetos de arquitetura?  Assine nossa newsletter gratuita e fique por dentro das novidades desse mercado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This