Gestão de projetos: como melhorar os processos na construção civil?

O responsável pela gestão de projetos tem grandes responsabilidades: coordenação, análise de viabilidade, gerenciamento de riscos, cronogramas das equipes, custos e operacionalização do projeto em si. Acontece que alguns profissionais e instituições ainda desconhecem as vantagens que uma boa gestão pode trazer para a área da construção civil.

Na hora de percorrer o caminho de uma nova construção ou reforma, quanto mais os processos forem padronizados, melhores serão os resultados. São muitos esforços para a construção de uma obra com garantia de padronização do prazo, custo, qualidade e risco. Logo, sem uma gestão adequada, o técnico terá muita dificuldade para apresentar resultados satisfatórios.

Neste post, vamos mostrar como melhorar os processos utilizando métodos adequados. Continue lendo para saber mais!

A importância da gestão de projetos

As práticas de gestão de projetos têm crescido em importância no mundo corporativo, uma vez que executar projetos passou a ser uma questão de sobrevivência e progresso. Esse tipo de administração busca criar um processo estruturado e lógico para facilitar na interação com imprevistos e complexidades.

As características desafiadoras dos projetos costumam colocar os envolvidos de frente com as incertezas quanto ao cumprimento das metas definidas. Assim, dentre os maiores desafios que a gestão de projetos se propõe a solucionar, estão:

  • a falta de definição e controle do escopo;
  • a interdependência entre tarefas;
  • a necessidade de alta velocidade de resposta;
  • a grande quantidade de imprevistos e intervenções.

Um ambiente de trabalho com tantos problemas listados requer o suporte de alguma metodologia adequada. É justamente aí que a gestão de projetos faz a diferença. Uma vez que as ferramentas e práticas adotadas se aliam ao conhecimento técnico do gestor, o sucesso do programa se torna muito mais favorável.

Vantagens da gestão de projetos na construção civil

Redução de custos

Como sabemos, o estouro do orçamento é um dos maiores medos com relação aos projetos dessa área. As práticas de gestão ajudam não só na elaboração de um plano de gastos eficiente, quanto na redução de custos.

Essas vantagens são obtidas, principalmente, por meio da análise dos objetivos e requisitos do projeto, determinando o cronograma e estimulando a busca por melhores cotações com fornecedores.

A partir disso, é possível construir um cálculo compatível com a verba e a programação inicial acertada com os responsáveis pelo empreendimento. E o gerenciamento eficiente não para por aí: ele segue até o monitoramento orçamentário ao avaliar os prazos e despesas, garantindo que eles se mantenham dentro do esperado.

Melhor harmonia entre a equipe

É fundamental que as equipes trabalhem em sintonia para uma gestão de projetos bem executada, pois as dificuldades de relacionamento entre elas podem provocar atrasos e gastos. Quando se estabelece uma comunicação transparente entre os envolvidos no negócio, o tratamento é melhorado e os ruídos de interlocução são reduzidos.

Esse conjunto de ganhos pode até parecer pequeno diante da quantidade problemas que podem acontecer na construção. Mas, no cotidiano profissional, a harmonia funciona como uma verdadeira arma em prol do bom rendimento.

Planejamento que gera produtividade

O planejamento é um dos cernes de qualquer metodologia voltada para a gestão, trazendo diversos benefícios que influenciam diretamente na produtividade. Um calendário de obras é um exemplo de atividade que pode tornar as tarefas muito mais proveitosas com a definição de objetivos, marcos e prioridades.

Ao convergir os dados do projeto, é possível evitar retrabalho e atrasos na obra. Além disso, o bom planejamento pode auxiliar a fixar melhores fornecedores, prazos, custos e qualificação da mão de obra.

Ferramentas práticas para a gestão de obras

Os profissionais que interagem com a gestão de obras precisam ser especialistas em resolver os problemas que surgem no dia a dia. Para isso, não basta só ter a vivência no setor. A tecnologia oferece uma gama de ferramentas capazes de ajudar no entendimento dos processos de cada etapa do projeto.

Os softwares e aplicativos cada vez mais modernos contribuem para o controle de diversos indicadores. A seguir, listamos os 4 mais utilizados no mercado. Confira!

MS Project

Desenvolvido pela Microsoft, o MS Project conta com uma interface que lembra muito o Excel e está na lista dos softwares mais conhecidos e completos no mercado de gerenciamento de projetos.

O principal objetivo da ferramenta é contribuir para o desenvolvimento de planejamentos atribuindo recursos às tarefas, rastreando progresso e gerenciamento de orçamentos e até a análise das cargas de trabalho. Além disso, ela recalcula cronogramas e possibilita a compreensão de como as alterações em partes do projeto podem afetar o planejamento.

Trello

Flexível e muito mais fácil de usar do que a maioria dos outros softwares, o Trello ganhou fama pelo funcionamento prático baseado em quadros, checklist e cartões que permitem a divisão de tarefas por critérios estabelecidos.

Para gerir as atividades, é possível anexar arquivos, comentar e mencionar usuários. Outro ponto positivo é a adição de datas de entrega e monitoramento do progresso de realização das tarefas.

Teamwork

Teamwork  Projects é uma opção totalmente online para gerenciamento de projetos, e tem sido mais utilizado por pequenas e medias empresas.  Além do gerenciamento, o Teamworks também oferece uma plataforma para conversas em tempo real, Teamwork Chat,  e uma plataforma de suporte, a Teamwork Desk.

​Além de oferecer uma visão ampla do status dos projetos, a ferramenta possibilita uma ótima gestão das atividades concluídas e em andamento. Assim como o progresso geral de cada equipe. O software é bastante moderno e se integra a diversas plataformas.

Construct App (Aplicativo)

Construct App é uma ferramenta de colaboração entre equipes e gestão de projetos e obras. Desenvolvido para as empresas de engenharia e construção civil, permite a realização do registro fotográfico. Monitorando o progresso no canteiro de obras.

O gerenciamento das atividades e pendências é feito por meio de checklists e marcações diretamente na planta do projeto. Além disso, ele possibilita a geração de relatórios automáticos. Estimulando o compartilhamento das informações com clientes, membros da equipe e até fornecedores.

Com a implementação de práticas de gestão, a área da construção civil pode economizar tempo e dinheiro a longo prazo. Esperamos que nosso post tenha ajudado você a refletir sobre como gerenciar melhor seus processos, investindo nas ferramentas certas!

Compartilhe este artigo para que outras pessoas também aprendam a melhorar os processos e a produtividade na construção civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This