Os melhores revestimentos acústicos do mercado da construção civil.

Lidar com a poluição sonora é uma realidade comum da vida nos grandes centros. Em lojas, restaurantes, escolas, escritórios, hospitais, qualquer local com grande movimentação e circulação de pessoas. As soluções para amenizar os ruídos e oferecer qualidade de vida são cada vez mais necessárias.

Muitas pessoas ainda acreditam que o isolamento acústico seja a melhor solução para esses casos. Porém, algumas vezes, a resposta correta para essas questões está na absorção sonora.

Se você ficou curioso para saber mais sobre esses materiais, nós temos a solução! Neste post, vamos explicar o que são os revestimentos acústicos, as características desses materiais e como usá-los em seus projetos.

Diferença entre isolamento acústico e absorção sonora

Tecnicamente, quando falamos em isolamento acústico, estamos tratando de uma barreira que impede as ondas sonoras de passar de um ambiente para o outro. Precisamos, portanto, de materiais sólidos, maciços e densos para cumprir bem essa função, como concreto, alvenaria ou sistemas de paredes duplas no formato “massa+mola+massa”, que também oferecem bons resultados na atenuação sonora entre ambientes. Nas construções históricas, as paredes feitas de pedra ofereciam ótimo isolamento acústico.

Nesses casos, a energia produzida pelas ondas sonoras é refletida pelo teto e paredes, e o som volta para dentro do ambiente. Essa solução é muito boa quando você não pode deixar o som escapar para a parte externa da sua construção e vice-versa, como em cinemas, teatros ou estúdios.

Em ambientes com comunicação paralela e simultânea, como restaurantes, escritórios, lojas, o som que retorna para o ambiente eleva o nível de ruido, obrigando as pessoas a falarem mais alto para se fazer entender. Portanto, tão importante quanto isolar os sons é controlar o nível sonoro dentro do próprio ambiente para facilitar a comunicação e melhorar as condições de convivência.

Em situações como estas, o melhor é recorrer aos forros e revestimentos acústicos. Ao contrário dos isolantes, esses materiais podem ser porosos, fibrosos e perfurados, características que fazem com que as ondas sonoras sejam absorvidas pelo material, reduzindo o nível sonoro do ambiente. Na maior parte das residências, tapetes e estofados já cumprem uma parte dessa função.

Materiais de Absorção Sonora

Se está coordenando um projeto e precisa de soluções para absorver os níveis de ruído de um ambiente, aqui vai uma lista com os melhores materiais que você pode encontrar no mercado da construção civil. Confira!

1. Fibra Mineral

Trata-se de material feito de fibra branca biossolúvel e cargas minerais pelo processo wet felted, que apresenta ótimo desempenho acústico, segurança ao fogo Classe II-A, além de resistência a fungos e bactérias. Disponível no formato de placas e instalado em grid de perfis metálicos, é muito utilizado como acabamento final em projetos diversos, ocultando as instalações que passam abaixo da laje. Indicado para escritórios, escolas, igrejas, restaurantes, inclusive hospitais. Além de promover a absorção sonora, os forros em fibra mineral também podem ser fornecidos em diferentes cores e sistemas, complementando os requisitos de arquitetura.

Esse material é sustentável, contribuindo com créditos LEED, de custo relativamente baixo, aplicação fácil, além de ser totalmente seguro, atendendo várias normas da construção civil.

2. Espumas acústicas

Existem basicamente dois tipos de espumas utilizadas no mercado:

a. Espuma de Melamina Expandida: cor cinza claro, semirrígida e segurança ao fogo Classe II-A, tem sido amplamente utilizada de diversas formas: em placas coladas diretamente no teto ou como painéis suspensos na vertical e horizontal em formatos e cores variadas, oferecendo inúmeras opções de layout e design. De instalação rápida e limpa, além do ótimo desempenho em absorção sonora, esse material é uma ótima opção principalmente para locais que já estão em funcionamento, como restaurantes, escolas, centros de convenções, salões de festas e outros.

b. Espuma de Poliuretano Flexível:  cor cinza escuro, muito utilizada desde os anos 80 para tratamento acústico em casas de maquinas, estúdios e outros. Apesar de ter baixo custo, caiu em desuso por não atender as normas de segurança ao fogo da construção civil.

3. Lã de madeira

Com ótima resistência mecânica, os painéis de lã de madeira apresentam textura rústica e várias opções de cores contribuindo tanto para a redução de ruídos como para o design do ambiente. Esse material feito de fibras longas de madeira mineralizada, oferece elevada durabilidade, resistência a umidade e segurança ao fogo Classe II-A, sendo recomendado para aplicação em teto ou paredes de diversos projetos, como auditórios, igrejas, estúdios e áreas abertas.

4. Painéis Perfurados em MDF IG, Metal ou Gesso

O mdf, o metal e o gesso são produtos naturalmente refletores, sob o ponto de vista acústico. Porém, quando perfurados são ótimos para absorção sonora, sem mencionar que é possível “sintonizá-los” melhorando seu desempenho para sons mais graves ou agudos, alterando a área de abertura e diâmetro dos furos. Normalmente são utilizados com mantas de lã mineral no verso para melhorar seu desempenho acústico.

  1. MDF IG Perfurado: com acabamento amadeirado, esse material oferece design mais nobre e acolhedor ao ambiente, além da elevada segurança ao fogo – Classe II-A –  e conforto acústico. Com diversos tipos de perfurações e frisos, pode ser utilizado em teto e paredes.
  2. Painel Metálico perfurado: muito utilizado em aeroportos e estações de metrô, este material está disponível em diversos sistemas, como forro ou painel vertical.
  3. Gesso Perfurado: com diversos modelos de perfuração, esse material oferece absorção sonora além de segurança ao fogo e acabamento monolítico.

5. Lãs minerais (lã de rocha e lã de vidro)

Esses materiais fibrosos têm elevada absorção sonora além de atuar como isolantes térmicos, com boa relação custo/benefício. No formato de mantas, são utilizados principalmente no verso de painéis perfurados para aumentar sua performance acústica (vide item anterior).

As lãs minerais podem ser utilizadas como preenchimento de paredes duplas, absorvendo o som ressonante da cavidade e, desta forma, melhoram o isolamento acústico deste sistema. É importante salientar que as lãs minerais, por si só, não são isolantes acústicos.

As lãs minerais podem ser feitas de vidro ou de rocha:

  1. Lã de Vidro: feito de longas fibras de vidro. Oferece ótima absorção sonora e resistência ao fogo, além do isolamento térmico. É muito utilizado para o condicionamento termo acústico das construções.
  2. Lã de Rocha: feito de fibras de rocha basáltica e outros minerais, sendo mais denso que a lã de vidro. Também oferece ótima absorção sonora, isolamento térmico e elevada resistência ao fogo, sendo utilizado como base em sistemas corta-fogo.

6. Lã de Pet

Esse material é produzido a partir de fibras de poliéster, sendo mais leve que as lãs minerais. É muito utilizado para absorção sonora na forma de mantas e painéis. Mas por ser um produto mais sensível ao calor, não deve ser utilizado em sistemas corta-fogo.

Escolha do material certo

Todos os materiais apresentados têm altíssimo nível de eficiência, boa relação custo/benefício, altos índices de segurança e durabilidade. O que vai diferenciar um do outro é o perfil da obra, design, exigências para áreas especificas – saúde, por exemplo. Enfim, as particularidades que precisam ser supridas de cada projeto.

Os altos níveis de ruído são a causa mais comum de perda de audição nos dias de hoje. Além disso, para a Organização Mundial de Saúde, a poluição sonora é uma das formas mais graves de agressão ao ser humano visto que o barulho excessivo é uma das causas do estresse, hipertensão e insônia, interferindo diretamente na comunicação, grau de concentração e índice de produtividade. Por isso, investir em revestimentos acústicos é investir em saúde e bem-estar dos usuários dos espaços.

Gostou de descobrir mais sobre os materiais de absorção sonora? Então, assine a nossa newsletter e receba outros conteúdos interessantes diretamente no seu e-mail!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This