Tipos de forros acústicos: escolha o melhor para o seu projeto

As decisões que um arquiteto toma são fundamentais para o sucesso de um projeto, além de adotar soluções sustentáveis e saber dialogar com clientes, fornecedores e colegas de trabalho, o profissional precisa conhecer materiais de qualidade e que criam um ambiente aconchegante e seguro.

Com o lançamento da norma NBR 15575 o mercado se tornou muito mais exigente, afinal, ela menciona a importância de vários índices de desempenho da construção, inclusive referente  ao conforto acústico.

Em vista disso, escolher o tipo de forro nem sempre é uma tarefa fácil. Como existem vários modelos como os forros removíveis ou não, além dos diversos tipos de materiais, todos os detalhes precisam ser analisados antes que você tome alguma atitude.

Neste post, vamos mostrar os principais modelos de forros, suas características, vantagens e desvantagens. Tenha muita atenção em sua leitura e descubra o modelo de forro ideal para o seu projeto.

Forro monolítico

O forro falso, instalado abaixo da laje ou cobertura, foi desenvolvido para esconder as instalações de uma construção, como elétrica, hidráulica, iluminação, ar condicionado, sprinklers, sonorização, entre outros.

O Forro monolítico é contínuo, sem emendas aparentes e por isso não é removível.

As placas do forro monolítico são parafusadas lado a lado numa estrutura metálica própria. Seu acabamento é feito de forma que as emendas (bordas) entre as placas não fiquem visíveis. Por causa disso, ele é conhecido como “forro monolítico” ou “forro sem emendas”.

Devido à essas características, manutenções e atividades de reparos nesse tipo de forro são complicadas. Contudo, é possível superar esses obstáculos com soluções simples, desde que elas sejam devidamente planejadas.

Nesse caso, o arquiteto deve prever um alçapão de visita. Ele é um recorte com moldura específica para criar passagem até as instalações que ficam atrás do forro. Portanto, é fundamental posicioná-lo em um local estratégico e que facilite o acesso do profissional responsável pela manutenção.

O forro monolítico pode ser acusticamente refletor, como os de gesso, ou pode ser acustico, como o modelo em fibra mineral, que reduz ruídos e tem um preço um pouco mais elevado. Por isso, este forro monolítico acustico é usado em obras de alto padrão, como hotéis, centros de convenções, residências e restaurantes.

De qualquer forma, ele proporciona um ótimo condicionamento acústico e passa despercebido deixando o design do projeto em evidencia.

Forro removível

Ao contrário do modelo anterior, o forro removível permite a remoção das placas com facilidade. Isso quer dizer que é mais indicado para ambientes que precisam de manutenções constantes nas instalações, porque é possível retirá-lo para realizar limpezas e reparos.  Ele pode ser formado por fibra mineral, gesso, metal ou madeira.

O forro removível é apoiado numa estrutura metálica conhecida como “Perfil T invertido”, que pode ficar aparente ou não em função do tipo de forro. Esta estrutura é fixada ao  no teto formando quadros onde são apoiadas as placas de forro — ou seja, se torna uma grade para o apoio do forro.

Sua instalação também é rápida e prática. Como ele já é pintado de fábrica, basta apenas posicioná-lo no local, dispensando os processos de massear, lixar e pintar, resultando numa obra limpa.

Os forros de gesso, por exemplo, exigem  o trabalho de um pintor após a sua montagem. Por isso é preciso avaliar os prós e contras de cada opção.

Os forros removíveis em fibra mineral oferecem grande variedade de modelos, cores, texturas e bordas. Os níveis de absorção sonora também variam de acordo com as necessidades de cada projeto. Assim, você cria um projeto racional e otimizado.

Lembre-se também que ele o forro em fibra mineral é a melhor opção de custo-benefício quando o assunto é o tratamento acústico e segurança ao fogo. Todos os seus componentes são resistentes ao fogo e, em alguns casos, são praticamente incombustíveis. Como consequência disso, ele é classificado como um dos produtos mais seguros para ambientes internos.

A sustentabilidade também é mais uma de suas vantagens. Ele é reciclável e tem baixa emissão de voláteis, o que garante a qualidade do ar interno do ambiente, como em escolas, hospitais, escritórios e auditórios.

Placas acústicas

Mais uma opção para o tratamento acústico, as placas acústicas são coladas diretamente no teto, forro ou laje.

Elas são muito usadas quando o ambiente já está pronto e em funcionamento ou quando o pé direito é muito baixo inviabilizando a instalação de um forro falso, seja este removível ou monolítico. Isso acontece porque o processo de instalação é limpo e prático, já que não ele exige a quebra de material ou a fixação de uma estrutura metálica. Além do mais, o pé direito do ambiente não sofre alterações.

As placas são posicionadas uma ao lado da outra (justapostas) ou afastadas. Desse modo, se cria um desenho no teto conforme for indicado pelo projeto.

Elas também já chegam pintadas e prontas para a instalação na obra. Isso permite que o arquiteto tenha mais liberdade para utilizar a sua criatividade e criar um ambiente customizado.

As suas principais características estão relacionadas à grande resistência ao fogo e à ação bacteriostática e fungistática, ou seja, não propagam bactérias e fungos.

Os ambientes prontos com forro de gesso podem receber a aplicação das placas acústicas sem grandes problemas. Desse modo, o arquiteto adapta a solução construtiva e reduz os ruídos do local.

Qualquer ambiente as aceita, como estúdios, igrejas, restaurantes e até mesmo piscinas e saunas, pois elas são resistentes à umidade.

Baffles

Eles são elementos suspensos, leves e que funcionam como um pergolado. Porém, estão disponíveis com algumas opções de  modulações e alturas . Já que os baffles não são colados no teto, a manutenção se torna muito mais eficiente e simples.

Também não há necessidade de construir um forro para colocá-los, eles podem aproveitar a estrutura existente como subestrutura de sustentação. De qualquer forma, é possível criar uma estrutura auxiliar, e que também serve de decoração do ambiente.

Eles são pendurados ou aparafusados,  permitindo alternar cores, tamanhos e modelos.

Nuvens acústicas

As nuvens acústicas são painéis horizontais suspensos por cabos de aço fixados no teto. São encontrados em vários modelos, como em triângulos, quadrados e retângulos. Se o arquiteto deseja criar um ambiente acusticamente tratado e decorativo, basta escolher qualquer formato ou tom da uma cartela de cores.

Ademais, ainda é possível determinar a altura de posicionamento de acordo com as demandas do projeto. Elas são usadas em qualquer tipo de situação, mas, principalmente, em locais no qual o teto mais alto, como foyers, salões de festas, restaurantes, auditórios e hotéis.

A escolha do melhor produto

Percebe-se que existem vários tipos de forros no mercado. Cada um deles deve ser utilizado com muita sabedoria e em situações que as suas características sejam potencializadas.

Os forros removíveis são aqueles que têm o melhor custo-benefício para um arquiteto. Com uma instalação simples, eles escondem as instalações e são ecologicamente corretos. A variedade de modelos também é mais uma vantagem.

E então, o que você achou do nosso conteúdo? Quer acompanhar as novidades em tecnologia do mercado da construção? Basta assinar a nossa newsletter e ler nossos lançamentos!

Comments (2)

  1. Legal, só faltou algumas figuras para ilustrar cada tipo…

    1. Agradecemos por sua sugestão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


Share This